Diáconos


Sobre os diáconos, a Bíblia diz o seguinte: “Quanto aos diáconos, da mesma forma, devem ser honrados, de uma só palavra, não dados a muito vinho, nem tampouco dominados pelo amor ao dinheiro. Devem permanecer no ministério da fé com consciência pura. Devem também, antes de tudo, passar por experiência; depois, se não houver nada que os desabonem, que exerçam o diaconato” I Tm.3:8-10
“O significado do termo grego original ‘diácono’ (servo) está ligado ao ‘serviço dedicado’ de alguém em qualquer área de necessidade da igreja ou da comunidade por amor a Cristo. Esse ministério se iniciou formalmente na igreja primitiva por motivos práticos, visando a ajuda e a cooperação, a fim de que nenhum membro da igreja passasse falta de assistência espiritual e material (At.6:1-7). As qualificações espirituais e morais exigidas são semelhantes às exigidas dos pastores (bispos, presbíteros ou anciãos).” Nota da Bíblia King James
A Constituição da Igreja Presbiteriana do Brasil afirma quanto aos diáconos: Art.53 – O diácono é o oficial eleito pela Igreja e ordenado pelo Conselho, para, sob a supervisão deste, dedicar-se especialmente:
a)    à arrecadação de ofertas para fins piedosos;
b)    ao cuidado dos pobres, doentes e inválidos;
c)    à manutenção da ordem e reverência nos lugares reservados ao serviço divino;
d)    ao exercício da fiscalização para que haja boa ordem na casa de Deus e suas dependências.
Art.55 – O presbítero e o diácono devem ser assíduos e pontuais no cumprimento de seus deveres, irrepreensíveis na moral, sãos na fé, prudentes no agir, discretos no falar e exemplos de santidade na vida.
Através destes textos, você pode perceber que a assembleia de hoje é muito importante. Ore e vote na convicção de que está participando de um momento bastante significativo para o prosseguimento dos ministérios da nossa igreja.

Rev. Joel

Nenhum comentário:

Postar um comentário