Tempo certo



 “Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu:
Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de jogar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.” Ec.3:1-8
O tempo passa tão rápido, mas tão rápido, que para alguns 2015 já acabou. Parece que o tempo foge de nós e não temos como segurá-lo. Bem, minha intenção aqui não é filosofar sobre o tempo, pois muitos já fizeram isso, e muito bem; minha intenção é outra, pois ao olhar esse texto de Eclesiastes, podemos pensar o tempo de forma mais prática, ou seja, o que marca o seu tempo agora, qual a circunstância que te envolve hoje, em que momento você está de sua vida, o que caracteriza o seu tempo presente, a alegria ou a tristeza?
Todos nós vivemos esses altos e baixos, estamos sujeitos às intempéries da vida e também nos alegramos com os dias calmos e suaves. Creio que em todas as circunstâncias, o mais importante é mantermos a fé, a esperança e o amor.
A fé – “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.” Hb.11:1
A esperança – “Porque, na esperança, fomos salvos. Ora, esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera?” Rm.8:24
O amor – “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém o maior destes é o amor.” I Co.13:13
O tempo certo é o tempo de Deus em nossas vidas – “E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu.” Rm.5:5
Tenha, acima de tudo, tempo para Deus em sua vida. E que ele te abençoe!

Rev. Joel

Nenhum comentário:

Postar um comentário