O SENHOR RESSUSCITOU



 “Senhor nosso Deus, quando estamos com medo, não permita que desesperemos. Quando estamos desapontados, não permitas que a amargura tome conta de nós. Quando nosso entendimento e nossa força se esgotarem, não nos deixe perecer! Que sempre sintamos a tua presença e o teu amor!” KARL BARTH, 1886-1968, TEÓLOGO SUÍÇO.
 “Ao cair da tarde daquele dia, o primeiro da semana, trancadas as portas da casa onde estavam os discípulos com medo dos judeus, veio Jesus, e pôs-se no meio e disse-lhes: Paz seja convosco!” (Jo. 20:19).
Medo, confusão, insegurança, eram sentimentos que tomaram conta da vida dos discípulos de Jesus naquele longo final de semana. Os motivos da prisão, condenação e morte de Jesus eram políticos e os discíplulos, logicamente, suspeitos de conspiração.
Seu líder agora estava morto, certamente eram também procurados e seu destino não seria diferente. A casa estava com as portas trancadas, qualquer ruído era suspeito. De repente, Jesus põe-se no meio deles com uma saudação inesperada e, ao mesmo tempo, redentora: “Paz seja convosco!”
Foi logo mostrando as mãos, o lado, as feridas, para não haver nenhuma dúvida. De repente a alegria estava de volta, o medo desaparece; abraços e conversas tomam conta daquilo que até então era silêncio e perplexidade. “Paz seja convosco!” é a saudação da ressurreição, é a palavra de Deus para os corações apreensivos, cansados, apavorados, perplexos. É o convite para a vida, para abrir as portas, destrancar as janelas, para cantar e sorrir. É o convite para a missão (“assim como o Pai me enviou, eu também vos envio”), para sair e contar as boas novas de que o projeto do reino continua, não foi sepultado, a morte não o venceu. Aleluia! O Senhor ressuscitou.
O que é que domina seu coração: A paz do Senhor que venceu a morte, ou as ansiedades e pressões que o mundo impõe sobre você?
Ore hoje para que a coragem da igreja diante dos desafios de sua missão seja fruto da presença do Senhor ressuscitado. Que a igreja entre no mundo e viva nele como o Senhor entrou e viveu.

 (Extraído do Devocionário Para Celebrar a Páscoa – Meditação e Liturgia do Pr. Ricardo Barbosa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário