Pressa


Quem não se lembra do coelho da Alice no país das maravilhas, que vivia dizendo “É tarde...é tarde...tenho pressa, pressa, pressa...”.
Há muitas pessoas que vivem assim, com pressa, com muita pressa, o que acaba gerando aquilo que a psicologia denomina de “Síndrome da Pressa”. Essas pessoas acabam se tornando agitadas, agressivas, impacientes; sentem que o tempo nunca é suficiente, não desfrutam de momentos de lazer, têm dificuldade de se concentrar, apresentam irritabilidade e fazem muitas coisas ao mesmo tempo. Segundo pesquisa da PUC de Campinas, 65% dos brasileiros apresentam a Síndrome da Pressa; 95% dos executivos sofrem da Síndrome da Pressa e 10% sofrem da Síndrome da Pressa de forma patológica: problemas cardíacos, alteração da pressão arterial, diabetes, depressão, síndrome do pânico, etc.
Entretanto, existe aquilo que eu chamaria de “Santa Pressa”. É a pressa dos pastores do evangelho de Lucas. Depois que eles recebem a notícia da parte do anjo do Senhor de que o Salvador, que é Cristo, o Senhor, havia nascido em Belém, diz o texto que eles decidem ir até lá. E como eles foram? “Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança deitada na manjedoura.” (Lc.2:16)
Portanto, se na vida devemos ter pressa para alguma coisa, é essa “Santa Pressa” que precisamos cultivar. Pressa para ver Jesus, para se encontrar com ele, com sua palavra, com o seu Espírito. É a pressa para nos lançarmos nos braços do Pai. É a pressa de matar a sede da alma em Deus. E o melhor, essa pressa não vai nos fazer mal, não vai nos adoecer, pelo contrário, vai nos trazer paz e alegria ao coração, equilíbrio e segurança.
Qual é o seu tipo de pressa? A “Santa Pressa” é indispensável, se você deseja ter qualidade de vida.

Joel Vieira da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário