A baleia azul e o cavalo amarelo

            Tem causado um alvoroço essa história do tal jogo “Baleia azul”, que se diz levar adolescentes envolvidos ao suicídio. Transcrevo aqui um trecho do excelente artigo do João David, psicólogo e presbítero de nossa igreja, sobre a baleia azul: “A grande maioria das notícias em relação ao jogo não passa de boatos. Os boatos se alimentam da boa vontade e da ingenuidade das pessoas que querem ajudar. E é claro que isso também gera desinformação. Não há jogo nenhum a ser instalado. Não há pessoas dando balas envenenadas em escolas.Tudo boato. Basta alguns segundos de busca na Web para saber disso”. (psicojd.blogspot.com.br)
            Mas, mais uma vez o grande tema a ser enfrentado é a morte. Foi aí que me lembrei de uma figura do Apocalipse, o “Cavalo amarelo”: “E olhei, e eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o estava seguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra”. (Ap.6:8)
            É uma visão sombria e aterrorizante. Ela fala do juízo divino e dos sinais de morte, consequência das maldades humanas. Essa visão de João se aplicava à sua época e também ao futuro, ou seja, chega até nós e vai além de nós. Mas, antes de continuar é importante lembrarmos em relação ao Apocalipse que “O propósito principal é revelar a pessoa do Senhor Jesus Cristo como o Redentor do mundo e conquistador do mal, e apresentar, de forma simbólica, o programa mediante o qual Ele dará prosseguimento à sua obra... A estrutura do livro de Apocalipse se funda sobre quatro visões: 1ª- Cristo e a Igreja; 2ª- Cristo e o Mundo; 3ª- Cristo e a Vitória; 4ª- Cristo e a Eternidade” (Bíblia Vida Nova)
            O cavalo amarelo não é boato e nem sensacionalismo, é uma dura realidade que a humanidade precisa enfrentar em todas as épocas, incluindo a nossa. Por isso, a igreja de Cristo continua repetindo suas palavras: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso”. (Mt.11:28). “Eu sou o caminho, a verdade e a vida...” (Jo.14:6).
            E a Igreja, enquanto desempenha sua missão, continua desejando e afirmando “Vem, Senhor Jesus!” (Ap.22:20)


Rev. Joel Vieira da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário