Semeadores da Paz

“Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus”.
Mateus 5:9
Quando Jesus iniciou a pregação do sermão do monte, buscou apresentar aos seus ouvintes um breve e profundo resumo daquilo que certamente pode ser chamado de fundamento da pregação cristã. Disse Ele “bem aventurados os pacificadores porque serão chamados filhos de Deus” Mt 5:9. A afirmação de Jesus para os que creem no seu nome pode parecer um grande desafio de fé diário, mas para aqueles que não o conhecem verdadeiramente, pode soar apenas como uma bela virtude a ser alcançada, mas bem distante da realidade. Como pode a paz fazer parte do cotidiano social se o que se vê no dia-a-dia é a desesperança que rodeia e busca enredar seus laços aos nossos pés?
Mas... Será possível vivermos em paz em um mundo tão agitado e carente de rumo e direção? E se existem meios de vivê-la, como poderemos alcançá-la? Bom, primeiramente é necessário saber que a humanidade busca de todas as formas fazer com que a sua existência esteja repleta de valores que mitigam o sofrimento e que tragam um aparente sentido para viver.
A marca presente da sociedade é a do consumismo e do materialismo que se sustenta no lema “compre algo que você não precisa, com o dinheiro que você não tem, para mostrar para as pessoas que você não gosta aquilo que você não é”. Além disso, nem todo o conhecimento, nem toda a ciência, nem toda a tecnologia humana são capazes de dar aos homens o conhecimento da paz.
Para exemplificar, podemos mencionar a recorrente disputa por espaço empreendida por Israelenses e Palestinos na faixa de Gaza e em todo seu entorno. As opiniões se dividem entre prós e contras, e são centenas os que se levantam para apontar soluções e caminhos para acabar com um conflito, o que está muito longe, e talvez nunca chegue ao fim.
Além disso, vê-se a violência, as ameaças de guerra que se respiram e a sensação de insegurança que encontramos em nossas cidades estão cada vez mais crescentes em todo o mundo. Como falar e viver a paz num mundo assim? Jesus nos mostra o caminho e nos ensina que a paz é a porta da reconciliação do ser humano com Deus e consigo mesmo. É a ausência da paz que traz aos corações humanos inquietação, incompletude e insatisfação.
No texto bíblico original de Mateus 5:9 a palavra “pacificadores” traz o sentido de “fazedores da paz”, quer dizer, os que trabalham pela paz, os que semeiam a paz, os que lutam pela paz, os que aspiram a paz. Estes tais receberão o nome de filhos de Deus. Noutra passagem, Jesus fala da sua paz “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo.” (Jo 14:27). Esta é uma paz que excede todo o entendimento (Fp 4:7), e que guarda corações e mentes em Cristo Jesus.
Esta é uma paz que só pode ser conhecida por aqueles que conhecem a Deus, por aqueles que são chamados filhos de Deus. Estes tais, semeiam a paz, cultivam a paz e colhem a paz. Que sejamos onde estamos semeadores da paz para um mundo de paz.
Rev. Matheus Santiago

Nenhum comentário:

Postar um comentário