DIA DO PRESBÍTERO

"Os presbíteros que lideram bem a igreja são dignos de dupla honra, especialmente aqueles cujo trabalho é a pregação e o ensino". (1 Timóteo 5.17)

A primeira vez que um presbítero (Willian D. Pitt de São Paulo – capital) participou como membro do concílio, foi na 4ª reunião do Primeiro Presbitério da IPB, realizada em São Paulo de 5 a 8 de agosto de 1868. Sendo assim, foi instituído o dia 5 de agosto como Dia do Presbítero, sendo que em algumas igrejas a data é comemorada no primeiro domingo de agosto. O ofício existe desde os tempos da igreja primitiva, mas há alguns estudiosos que consideram os anciãos de Israel, citados no livro de Êxodo (3.16; 19.7) e até mesmo os anciãos da congregação (Lv. 4.15), como os primeiros presbíteros, já que eles exerciam importantes funções de liderança e eram escolhidos pela sua sabedoria, maturidade e discernimento.
A palavra “presbítero” vem do grego que significa mais velho e a sua função envolve as áreas de ensino, pastoreio, governo e disciplina. O presbítero é um oficial da Igreja, eleito por ela, desempenhando várias funções no corpo de Cristo. A importância desse oficial na Igreja é incalculável e tem origem histórica no Novo Testamento.
Vale ressaltar um aspecto essencial e indispensável ao exercício do presbiterato que é a vocação para este ofício, uma vez que o Art. 28 da CI/IPB assim preceitua: “A admissão a qualquer ofício depende: a) da vocação do Espírito Santo, reconhecida pela aprovação do povo de Deus...”. E tal chamamento fica claramente exposto pela palavra do Senhor. Por exemplo, em 2 Timóteo 1.9-10, quando o apóstolo Paulo nos fala da dimensão básica dessa vocação cristã: Deus nos salvou e nos chamou com santa vocação, para as quais concorrem a pregação da palavra de Deus, externamente (1 Co 1.21), e, internamente, a ação do Espírito Santo (Jo 7.38-39).
Uma outra dimensão dessa vocação é a grande comissão, o chamado para a proclamação da mensagem do evangelho, conforme Mateus 28.19-20: todos somos chamados, vocacionados para a evangelização.
Mas há uma terceira dimensão vocacional, conforme o apóstolo Paulo nos ensina em Efésios 4.11-12, quando nos fala do chamado para servir ao Senhor, servindo ao povo de Deus: “E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo”.
Rendemos graças a Deus que, em sua infinita sabedoria, estabeleceu que o pastoreio de seu rebanho seja exercido pelos presbíteros, vocacionando para tão relevante ofício homens salvos e comissionados por ele.
Que o Senhor seja servido continuar capacitando os presbíteros de nossa amada igreja local e de nossa amada Igreja Presbiteriana do Brasil.Deus abençoe todos os presbíteros da Igreja de Cristo, derramando graça e misericórdia sobre suas vidas.


Secretaria de Causas da IPB – SAF Florianópolis 2017 - Else Luiza Rausch

Nenhum comentário:

Postar um comentário